sexta-feira, 28 de abril de 2017

Ai o pão, o pão...

Recostada na marquesa, com os elétrodos colocados no pé, a corrente a formigar por ali, fico atenta aos movimentos dos terapeutas, à música que passa no rádio e até às conversas que passam, claras, através das cortinas que separam cada gabinete de tratamento.

A paciente que acaba de chegar é mais faladora que os outros. O tema peso e cálculo do índice de massa corporal arrasta-a para o tema dos folares que ela nunca comia mas aos quais agora não resiste. No outro dia, até comeu um inteirinho. Era um folar com pouco doce. Ela não gosta de muito açúcar. Mas comeu-o todo de uma vez. E o pão? Ai, senhores, o pão! Não lhe tirem o pão. Se precisasse de cortar no pão para uma dieta qualquer não faria dieta. Impossível. Explica que costuma comprar um, excelente, ali numa zona que ela identifica mas que eu não conheço. Um pão pequeno que custa noventa e cinco cêntimos e é delicioso. Do que mais gosta é de comer pão, barrado com manteiga, e com uvas.  Gosta de comer pão com tudo. Até de comer pão "às secas" que é como quem diz sem nada.

Entretanto a corrente formiga-me no pé e agora é a fome - o lanche de uma banana só já vai longe - que começa a formigar-me no estômago, acicatada por tanto pão fresco que a conversa deixou pairando no ar.

13 comentários:

Catarina disse...

De certeza que comerias naquela altura pão às secas. Eu como pão às secas muitas vezes; bocados pequenos de cada vez que, provavelmente, se os juntarmos todos ao longo do dia, poderão formar um bocado grande. Essa do folar de uma só vez é de bradar aos céus!!! : ))) Bem, eu poderia comer um bolo de queijo inteirinho de uma só vez se fosse pequeno... E por falar em bolo de queijo... há muito, muito tempo que não como uma fatia delicioso de bolo de queijo!!!
Pronto, estou a ficar com um grande apetite!!

papoila disse...

Isto de se falar em comida...dá muita fome!
Eu adoro pão e se pudesse comia-o com tudo mas a minha primeira escolha seria manteiga com sal.
Gosto dele, escuro e branco mas obviamente como-o escuro (hoje em dia acho que já ninguém come pão branco) e com becel :(((
Folar, só conheço o de Trás-Os-Montes que é salgado e eu também gosto muito dele...mas comer um inteiro: não sei , não :)))
Enfim tudo coisas boas e com esta me retiro correndo para a cozinha à procura de um agrado :)))
Bjs

Gaja Maria disse...

A maioria das pessoas adora pão. Quentinho com manteiga é uma delícia :)Pessoalmente adoro pão escuro com sementes.
Bjs

Célia Rangel disse...

Pão alimento indispensável, realmente... De qualquer forma, tipo, cor, integral, doce ou salgado... Não dá para resistir.
Abraço.

Janita disse...

Eu sou como essa senhora: a mim, quem me tira o pão tira-me tudo!!
Mas tive de reduzir o consumo, não como mais do que um por dia. :(
A diabetes não se equilibra e desata a subir...maldição . Agora que estou a envelhecer, e a borrifar-me para as dietas, aparecem as doenças que me roubam o prazer de comer um simples pão!!
Às vezes, só para me vingar, como um pastel de nata...

Já fico esperando novas narrativas, isso da fisioterapia aliada ao teu poder criativo, vai dar-te pano para mangas, Luísa. :)

alfacinha disse...

Pão alimento indispensável, mas sem ganhar o pão da vida nunca não estejapossível a realizar
abraço

luisa disse...

Catarina,
Sem dúvida! Gosto de pão e também da expressão “pão às secas”. :)

Papoila,
É mesmo de ficar com fome e, no caso, eu já trazia alguma comigo, pelo que foi pior ainda. :)

GM,
Verdade. Acho que não conheço ninguém que não goste.

Célia,
É o alimento base.

Janita,
Eu também gosto muito de pão mas como com qualquer outro alimento se for necessário cortar tenho a sensação que até conseguiria. Cortar muitos é que já não sei… :)
E olha, quanto a histórias, só te digo no que, no dia seguinte, o tema foram os caracóis. :)

Alfacinha,
De facto. :)

redonda disse...

Também gosto de pão com tudo e com nada :)
as melhoras e um beijinho

Gábi

Manel Mau-Tempo disse...

deixas-me a salivar, que malvadez :)

luisa disse...

Gabi,
Obrigada... e bom almoço de convívio, hoje. Com pão, também. :)

Manel MT,
Hehehe...

Os olhares da Gracinha! disse...

Aprendi a dispensar o pão ... mas quentinho e com manteiga ... marchava metade de meia dúzia!!!bj

Ana Freire disse...

Ai o pão!... Já há muito que o afastei do meu campo de visão... para não cair em tentação... em cada refeição... :-D
Evito-o o mais que posso... confesso!
Beijinhos
Ana

luisa disse...

Gracinha,
Bem eu não teria estômago para tantos, mas que gosto, ai gosto!

Ana,
Eu não evito mas consigo portar-me bem :)